fbpx

Como saber se consigo ser aprovado para um financiamento habitacional?

A maioria dos brasileiros que pretendem adquirir um imóvel, recorre inicialmente a um financiamento habitacional. Mesmo sendo muito difundida sua prática e bastante popular entre os clientes, sempre é uma dúvida entender o que é analisado para ser aprovado para um financiamento habitacional nas instituições financeiras.

O financiamento habitacional é muito procurado, pois através dele você divide o valor total em várias parcelas, que podem durar alguns anos, e faz com que as parcelas fiquem dentro das suas possibilidades de pagamento mensal. Mas como todo financiamento bancário, algumas exigências e condições existem.

Incialmente, ao propor um financiamento, os bancos fazem uma análise de crédito e avaliam se o comprador realmente terá condições de arcar com o compromisso. Nessa análise, são conferidas se há restrições no nome dos proponentes, se a renda comporta o valor financiado e se o cliente tem relacionamento com o banco. Sem ter conta em banco, fica impossível liberar um financiamento imobiliário, então caso tenha a intenção de financiar um imóvel, comece tendo relacionamento com a instituição.

A partir daí, libera ou nega o pedido de financiamento.

Quer saber o que pode se levando em consideração na análise de um financiamento imobiliário?

  1. As parcelas de um financiamento não devem comprometer mais que 30% da renda familiar. Quanto menor for o impacto do valor da parcela nos ganhos, maiores são as chances de conseguir a aprovação.
  • É necessário que na hora de comprovar a sua renda, apresente documentos como Imposto de Renda, contracheques e holerites.
  • A análise também contempla a estabilidade em relação aos seus recebimentos. Seja carteira assinada, contrato de vinculo ou um contrato social.
  • As insituições tem acesso a um histórico do comportamento das pessoas em relação aos pagamentos dos compromissos. Então, se você tem o perfil de bom pagador, as chances de conseguir o financiamento aumentam.
  • Atenção, mesmo que você não tenha mais o nome sujo, os bancos vão consultar o seu histórico. Então, se você tem alguma dívida que “caducou” depois de 5 anos, isso significa apenas que ela deixa de estar presente no cadastro, não que deixou de existir. E isso pode ser um empecilho.
  • Outro ponto importante, é que caso você tenha outro financiamento seja de veiculos ou crédito pessoal que atinja o limite de 30%, a insituição pode vir a analisar que sua renda já esteja comprometida com outros compromissos.
  • Ter o nome sujo impossibilita qualquer aprovação no mercado, mesmo que seja um cartão de crédito com o limite mais baixo e isso também vale para cônjuges.
  • Seu CPF precisa estar regular junto à receita federal e sem restrições junto à Dívida Ativa ou ainda pendências na entrega da declaração de Imposto de Renda.

Como já adiantamento no nosso artigo anterior, atualmente, os bancos não praticam mais o financiamento de 100% do valor do imóvel. Em geral, esse número gira em torno de 80% (podendo chegar a 90% em alguns casos). Também há situações em que o percentual liberado é um pouco menor. Então é importante se preparar para ter uma entrada. Duvida sobre a entrada? Leia aqui.

Algumas construtoras oferecem a possibilidade de parcelmento da entrada, se essa for sua opção, lembre-se que além da parcela do financiamento você terá ainda as parcelas da entrada junto

Mesmo se você tiver um perfil que esteja dentro das possibilidades de obter a aprovação, pode acontecer de o banco negar a solicitação. Isso ocorre porque eles têm uma série de critérios internos para avaliação que não são divulgados.

Se isso acontecer, não precisa se desesperar. Tente entender por quais motivos sua solicitação foi rejeitada, se esforce para mudar o quadro e ser aprovado para um financiamento habitacional.

Conte com a ajuda de um especialista. Quer saber mais sobre crédito e fazer uma simulação sem compromisso? Entre em contato conosco.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.